O amor de Maria
13 de Fev de 2017
0 Comentários
Artigo
Para o apóstolo Paulo, o corpo não é o tronco anatomicamente distinto da cabeça, é a pessoa inteira nas suas relações com os outros e com o mundo circundante no qual se encontra integrado. Quando diz que a Igreja é o corpo de Cristo, Paulo tem sempre presente uma comunidade particular.
 
Daí o apóstolo afirmar que a comunidade é a maneira pela qual Cristo se faz presente na história. O amor entre os membros de uma comunidade não estabelece apenas um bom entendimento entre eles mesmos, senão que eleva essa amizade a sacramento da presença eficaz de Cristo ressuscitado.
 
Há atualmente no homem um indispensável dinamismo que o impele para um futuro de esperança. Sente-se o homem impelido a um futuro no qual espera encontrar o cumprimento do próprio anseio de plenitude numa sempre renovada relação consigo mesmo, com os outros, e com o mundo.
 
Sendo a primeira e a mais perfeita discípula de Cristo, Maria tem um valor universal e permanente para todos nós. A fé de Maria é de uma grande simplicidade e pureza e corresponde ao movimento de fé que também nós experimentamos. O amor de Maria não existe para si, é totalmente para Deus.

Por Tarcísio Padilha

Deixe um comentário

Fale Conosco

Estamos à disposição para atendê-lo.

CAMPUS BOTAFOGO
0800 039 1228
Rua Fernando Ferrari, 75 - Botafogo - RJ
usu@usu.br
Horário de Atendimento: 09:00 - 21:00
UNIDADE VILA DA PENHA
21 9 9818 4135
Av. Brás de Pina, 1744 - Vila da Penha - RJ
usu@usu.br
Horário de Atendimento: 13:00 - 22:00