Vida interior
26 de Jul de 2017
0 Comentários
Tarcisio Padilha

Certa feita, um amigo de Agostinho caiu gravemente enfermo. Durante uma crise, foi batizado. Um pouco depois, seu estado melhorou. Porém, na ausência de Agostinho, atacado de novo pela febre, veio a falecer. A perda de seu amigo mergulhou Agostinho numa dor devastadora.

Até aqui o jovem Agostinho havia vivido para os prazeres da vida, mas agora, pela primeira vez, experimentava a essência do sofrimento, algo que a simples razão não pode apreender. Daí abandonar a ideia de descobrir apoio espiritual em algum dos sistemas de pensamento estabelecidos.

Foi então que veio a conhecer Ambrósio. Era o romano típico que em Ambrósio o fascinava, pois durante sua carreira, que o tirara do posto de prefeito consular para fazê-lo pastor cristão, Ambrósio havia mantido a liberdade e a segurança natural de um romano de nobre estirpe.

No terceiro dia de cerco da basílica de Milão a mando da imperatriz Justina, quando Ambrósio e os fieis ainda resistiam, ela ordenou aos soldados que tomassem a basílica de assalto. Quando estes ouviram o hino composto por Ambrósio, depuseram as espadas, caíram de joelhos.

Ao ouvir o relato do que sua mãe sentira naquela ocasião, Agostinho ficou profundamente abalado. Nos hinos de Ambrósio ouviu, pela primeira vez, a suavidade de uma confiança simples em Deus. Escreveu ao bispo Ambrósio, pedindo-lhe para receber o batismo na Páscoa.

Cem volumes reúnem as obras concebidas pelo mais produtivo de todos os pensadores e autores, que dá nome à biblioteca da USU. Não existe em toda a literatura dos antigos gregos e romanos que se possa comparar à análise interior do ser humano nas Confissões de Agostinho.

A sabedoria de Agostinho não era apenas produto de deduções abstratas. Consistia em leis que governavam a alma e o pensamento do ser humano, que ele havia decifrado na própria vida. Agostinho descreveu a luta que seu espírito teve de travar contra "a inércia de seu coração".

Deixe um comentário

Fale Conosco

Estamos à disposição para atendê-lo.

CAMPUS BOTAFOGO
2554-8036 | 2553-9681
Rua Fernando Ferrari, 75 - Botafogo - RJ
central.caa@usu.edu.br
Horário de Atendimento: 09:00 - 21:00
UNIDADE VILA DA PENHA
99818-4135
Av. Brás de Pina, 1744 - Vila da Penha - RJ
central.caa@usu.edu.br
Horário de Atendimento: 13:00 - 22:00